Propostas para Tropixel 2019

#1

Responda a esta conversa sugerindo ideias para atividades durante o Tropixel 2019. Tente ser o mais específico possível - quando for o caso já informe detalhes sobre temas, formatos, nomes, custos e fontes (possíveis ou já definidas) de recursos.

1 Like
#2

Projeto Tramas - a cidade como makerspace. Oficinas de consertos e reuso de materiais descartados. Podemos fazer uma residência artística com oficinas e uma exposição ao final, e um debate ou painel sobre o assunto.

2 Likes
Planning Tropixel 2019 - ideas, topics, groups
#3

Oba! Adoraria passar uns dias em Ubatuba. Posso contribuir levando uma oficina de bordados com circuitos eletrônicos, electrotextiles e tal. Uma abordagem lúdica pra um primeiro contato com a tecnologia. Também tenho uma performance em que danço com objetos cênicos controlados por sensores, se chama MIOCÁRDIO. Da apresentação de MIOCÁRDIO, dá pra puxar uma conversa sobre o uso de sistemas de sensores na criação cênica e também uma oficina, se for o caso. Estou trabalhando essas e outras ideias com um parceiro que também tem uma performance com projeções, etc. Posso ativar esse contato pra somar, se for o caso.

7 Likes
Planejando o Tropixel 2019 - espaços, ideias, assuntos, grupos
#4

#IssoNãoÉPixação é uma performance que bebe na fonte estética da pixação para fazer um videomapping/live painting low profile. A ideia é questionar o entendimento de arte e refletir sobre a ocupação da paisagem urbana, a cidade como mídia.

Uma cartolina preta é riscada por canetas poscas brancas. É utilizado IP Cam em um celular para transmitir o que é riscado para um PC que reproduz em um navegador comum e, com um projetor, permite a interação ao vivo com fachadas (outdoor) ou corpos (indoor).

Imagens em instagram.com/vitorgrilo

4 Likes
#5

Gostaria, se possível, de realizar a exibição de curtas-metragens e trabalhos audivisuais experimentais que realizo na Mata Atlântica, incluindo uma mostra de paisagens sonoras da floresta ou uma colagem audiovisual com estes elementos. :butterfly:

4 Likes
#6

[versão em português logo abaixo]

Paralelo – Survival and Abundance

In 2009, Annette Wolfsberger, Bronac Ferran and Gisela Domschke co-curated “Paralelo - art, technology and the environment”, gathering 55 participants – including artists, designers, policy-makers and researchers – from three countries (Brazil, the Netherlands and the United Kingdom) to discuss different ways in which collaborations across disciplinary and cultural borders can enable research and new insights into global and local environmental issues. The event happened in São Paulo and was organised by the British Council with the partnership of the AHRC, Goldsmiths University, Royal College of Art, Mondriaan Fund and Virtueel Platform (http://paralelo.wikidot.com). Here’s the link for the publication that was done with the collaboration of the participants: https://issuu.com/gdomschke/docs/paralelo

We’re now planning to organise with Felipe a new edition under the umbrella of Tropixel in 2019, as a place where practice, sharing and reflection come together, focusing on the theme of “Survival and Abundance”. Our aim is to nurture affective modes of making, ways of resistance and education for artistic and socio-environmental actions. Local knowledge is key for this edition, and the programme should be built around that, rather than to be institutionally shaped.

Main activities
Sessions and projects focusing on alternative education and knowledge economy/exchange:

  • how to foster hope, synergy, and collaboration among artists, designers, scientists, researchers and local communities (indigenous and quilombolas) to contribute to common urgent causes;
  • topics: food, land/housing, education, knowledge economy, alternative energy, environment.

** Paralelo - Sobrevivência e Abundância **

Em 2009, Annette Wolfsberger, Bronac Ferran e Gisela Domschke co-curaram “Paralelo - arte, tecnologia e meio ambiente”, reunindo 55 participantes - entre artistas, designers, políticos e pesquisadores - de três países (Brasil, Holanda e Reino Unido) para discutir as diferentes maneiras pelas quais as colaborações entre fronteiras disciplinares e culturais podem possibilitar a pesquisa e novos insights sobre questões ambientais globais e locais. O evento aconteceu em São Paulo e foi organizado pelo British Council com a parceria do AHRC, da Goldsmiths University, do Royal College of Art, do Mondriaan Fund e da Virtueel Platform (http://paralelo.wikidot.com). Aqui o link para a publicação feita com a colaboração dos participantes: https://issuu.com/gdomschke/docs/paralelo

Agora estamos planejando organizar com Felipe uma nova edição do Paralelo no Tropixel 2019, como um espaço de prática, compartilhamento e reflexão sobre o tema “Sobrevivência e Abundância”. Nosso objetivo é fomentar modos afetivos de fazer, formas de resistência e educação para ações artísticas e socioambientais. O conhecimento local é fundamental para esta edição, e o programa deve ser construído em torno disso, ao invés de moldado institucionalmente.

Atividades principais
Sessões e projetos com foco em educação alternativa e economia / trocas de conhecimento:

  • como fomentar a esperança, a sinergia e a colaboração entre artistas, designers, cientistas, pesquisadores e comunidades locais (indígenas e quilombolas) para contribuir para causas urgentes comuns;
  • tópicos: alimentação, terra / habitação, educação, economia do conhecimento, energia alternativa, meio ambiente.
5 Likes
Planning Tropixel 2019 - ideas, topics, groups
#7

Vamos @gisela_domschke! Tropixel Paralelo 23.4378 sul: Trópico de Capricórnio…

image

1 Like
#8

Eu queria aprender pra ensinar fazer vibradores com Arduino pra tratar de direitos sexuais e reprodutivos e sexualidade e autogestão do prazer.

1 Like
#9

Divergente - Esse projeto visa furar todas as bolhas culturais. No momento, em 2019, vamos furar a bolha da cultura cervejeira, estamos dando oficinas de como fazer cerveja por toda região do grande rio e por que não em Ubatuba no Tropixel 2019??? Podemos adaptar a aula para demandas locais.

1 Like
#10

Tenho interesse em desenvolver uma performance que integre o uso de tecnologias abertas sob o tema da água, do mar, do oceano da perspectiva do surf enquanto cultura, terapia, processo de aterramento do corpo em movimento. (jogando ideias)

1 Like
#11

Pelo Costa Brasilis, eu poderia colaborar levando algo sobre o Monitoramento da Qualidade de água do Rio Acaraú. Temos os dados das últimas 12 coletas (do total de 16, em junho o projeto ainda estará em andamento). Podemos discutir sobre os dados e pensar em alternativas e propostas a serem levadas pro CBH-LN. É só uma sugestão inicial, to aberta a elaborar melhor talvez até fazer uma residência.

Outro tema que estamos trabalhando no CostaBR é o Combate ao lixo marinho, mas eu tenho que ver a disponibilidade de quem tá nesse projeto e qual atividade teríam interesse em realizar.

2 Likes
#12

Operando na sincronicidade, olha só o que também vai acontecer em junho:

Vamos aproximar…

#13

Faz tempo que eu tô tentando convencer umas amigas a fazer uma oficina de dança por webinar. Basicamente precisaria de um espaço (a varanda do ninho serve), um computador com internet boa e um datashow…acho que só, mas ainda vou ver se consigo parcerias.

1 Like
#14

Hello,

with @natacha we’re willing to bring our research on a Third TechnoScape. @natacha is writing an article on Computing in/from the South that speaks about Metareciclagem, Baobaxia, and TechnoShamanism as resistance networks. We cannot imagine how this research would play in Ubatuba / Tropixel. We would like to come in advance and work along with interested groups to imagine a contextually relevant aspect of our research on building technologies from the community.


Olá,

com @natacha estamos dispostos a trazer nossa pesquisa sobre um Terceiro TechnoPaysagem. @natacha está escrevendo um artigo sobre Computação no/do Sul que fala sobre Metareciclagem, Baobaxia e TechnoShamanism como redes de resistência. Não podemos imaginar como esta pesquisa poderia ser realizada em Ubatuba / Tropixel. Gostaríamos de avançar e trabalhar em conjunto com grupos interessados para imaginar um aspecto contextualmente relevante de nossa pesquisa sobre a construção de tecnologias da comunidade.



1 Like
#15

@how and @natacha: get yourselves over here and we’ll see how the research plays!

1 Like
#16

@felipefonseca, você tem o contato de alguém do Mãe d’Água? Será que rolaria a montagem de um sistema de monitoramento de qualidade de água? Uma atividade dessas daria para conectar com o tema desse ano?

2 Likes
#17

Boa ideia, @drilippi. Tô chamando o pessoal para colar aqui.

#18

Olás, aqui guimasan!
Posso levar um mãe d’água - versão Chico Mendes pra usarmos no workshop, tbm podemos pensar em materiais pra deixar um protótipo versão melhorada hospedado permanente!

2 Likes
#19

Proposta que surgiu hoje conversando com o @Chapexs e mais tarde com o @GypsyLab8: um hackathon de bikes. Criar acessórios, modificar coisas, pensar em alternativas para bikes elétricas, etc. Quem topa?

#20

Bikathon, Labike, Ubicicleta…