Ninhada: reunião sobre inovação socioambiental em Ubatuba

incubalab
eventos

#1

ninhada #1

Reunião de trabalho da inc.ubalab no ninho

16/2/2019 - 16h

Neste sábado vamos fazer a primeira edição da ninhada, encontro de trabalho da inc.ubalab no ninho social. O convite é aberto a todas as pessoas interessadas em informações e oportunidades ligadas a iniciativas de inovação socioambiental (leia mais aqui sobre este tema).

Sugestão de pauta

I. Reunião de trabalho inc.ubalab e sei.eco (16h)

  1. Novo projeto: mapeamento de iniciativas de inovação socioambiental em Ubatuba
    – Brainstorm: nome do projeto
    – Definir convocatória para receber descrições de iniciativas, projetos, grupos e organizações via internet
    – Planejar exposição no ninho (março/abril?)
    – Planejar site com mapeamento de iniciativas e banco de oportunidades
  2. Plataforma de financiamento coletivo para projetos inc.ubalab/sei.eco
    – Equipe
    – Parcerias
    – Patrocínio inicial
  3. Fundação da associação ninho social
    – Rascunho do estatuto: objetivos, diretoria, dissolução, etc.
    – Definir equipe e metas futuras
  4. Apresentação do portal Conversa Ubatuba
    – Uso básico, intermediário e avançado
    – Arrecadação para o portal
  5. Apresentação da campanha de financiamento coletivo permanente do ninho
    – Vamos fazer um vídeo?

(responda a este tópico para sugerir outros pontos de pauta).

II. Happy hour Estranho no ninho (18h)

  1. Comida e bebida (aceitamos doações)
  2. Música e pista (com rádio web ninho ao vivo)

2019-02-16T18:00:00Z2019-02-16T23:00:00Z
ninho - Rua Leovigildo Dias Vieira, 1534 - Itaguá


Ninhada + Estranho no ninho
#2

Replicando aqui o convite que fiz no grupo de emails da inc.ubalab:

Quero convidar cada 1 de vocês para um encontro no ninho no próximo sábado. Acredito que quase todo mundo aqui tenha participado de ao menos uma das reuniões da inc.ubalab, ou ao menos sabe do que se trata. Resumidamente: queremos construir pontes entre pessoas, iniciativas e organizações em Ubatuba que criam e desenvolvem projetos inovadores com foco em sociedade ou meio ambiente (de preferências as duas coisas).

NINHADA - 16h

O encontro deste sábado é a primeira edição da ninhada, que pretende se tornar um encontro periódico para consolidar os intercâmbios e colaborações surgidas na inc.ubalab. Para reforçar essa intenção, queremos conversar no sábado sobre um novo projeto, de mapeamento de ações de inovação socioambiental na cidade. A intenção é levantar dados, e depois montar uma exposição e um site. Todas as pessoas interessadas serão bem-vindas para essa conversa.

Tem outros assuntos também. Fiz uma sugestão de pauta no portal Conversa Ubatuba. Quem quiser incluir pontos ou sugerir qualquer outra coisa, é só aparecer lá [aqui ;)].

ESTRANHO NO NINHO - 18h

E retomando uma experiência que deu certo em 2018, vamos encerrar a ninhada com mais uma happy hour Estranho no ninho, a partir das 18h quando a lua estiver despontando em cima do morro. Teremos música, comida e bebidas.

Espero ver todxs vocês no sábado.

CONTRIBUIÇÕES

Os dois momentos são livres e abertos à participação. Quem quiser contribuir com a existência do ninho poderá fazer uma contribuição voluntária em dinheiro, FairCoin, ou doações de produtos para vender durante o evento (comida e bebidas inclusive).


#3

Passando por aqui para agradecer ao apoio da cervejaria Doca 390, que está apoiando a realização da Ninhada e do Estranho no Ninho.

Doca 390 - Espaço de cultura cervejeira de Ubatuba. 13 torneiras de chope, diversos rótulos de cervejas artesanais e internacionais.


#4

A ninhada aconteceu no sábado á tarde. Conversamos sobre os temas da pauta:

  • Apresentação da campanha de financiamento coletivo recorrente para o ninho. Vamos divulgar de maneira mais ampla, talvez pensar em uma campanha específica para isso.
  • Apresentação rápida do portal Conversa Ubatuba e do tutorial de uso dele.
  • Criação de uma plataforma de financiamento coletivo para projetos de Ubatuba, conforme sugerido aqui. Felipe se propõe a começar, no tempo que for possível. Pensou em utilizar algum subdomínio de sei.eco, mas ainda não tem certeza.
  • Passamos algum tempo conversando sobre a fundação da associação ninho.social - clube de ciência e cultura. Suzana fez uma primeira listagem de finalidades para o estatuto. Vamos seguir construindo, talvez através de um documento compartilhado para facilitar o processo.
  • Ao fim, chegamos ao tema do levantamento de iniciativas de inovação socioambiental em Ubatuba. Os encontros da inc.ubalab já acumularam um histórico importante, mas a ideia agora é um levantamento ativo com o objetivo de adensar e dar corpo ao contexto. O material pode virar uma exposição no ninho, um website, um livro. E vai servir também para possibilitar captação de recursos específica tentando reconhecer e consolidar um pólo de inovação socioambiental em Ubatuba. Felipe vai tocar isso (mas ainda não encontrou o nome, para além de uma ou outra brincadeira).

Outros assuntos:

  • Lucia Muniz também contou um pouco mais sobre o histórico do MDU, Movimento em Defesa de Ubatuba.

Por conta da chuva pesada, o encontro Estranho no ninho contou com pouco mais do que as pessoas que já estavam presentes na reunião. Ainda assim, foi agradável - com cervejas locais da Doca e uma receita especial de bolinho de arroz integral (com arroz adquirido na compra coletiva da qual o ninho é parceiro).


#5

Uma referência que passou quando falávamos sobre o levantamento:


#6

E sobre o levantamento de iniciativas de inovação socioambiental, estou me convencendo a usar um nome que já estava no ar mas ainda não está ancorado. Na primeira reunião da inc.ubalab (lá em 2017) eu apresentei um projeto ambicioso para o futuro: criar uma organização dinâmica que desenvolvesse pesquisa e oferecesse educação de nível superior em Ubatuba, focada em questões socioambientais. O nome que eu dei pra esse projeto futuro foi “Prisma”. Até tentei transformá-lo em projeto, mas ele (ainda) não vingou. É cedo, os tempos estão estranhos, não há recursos nesse momento histórico para um projeto tão grande. Mas é verdade também que foi a pesquisa que comecei a fazer para o que seria o Prisma que me levou por caminhos que renderam construções como sei.eco, meu texto sobre inovação socioecológica e algumas outras ideias ainda na prancheta. Além disso, estrategicamente pode até fazer sentido começar a construção dessa organização educacional com uma pesquisa justamente sobre o tipo de assunto que ela se propõe a desenvolver (e que na minha opinião é a grande vocação subaproveitada da cidade).
É dessas conexões que trago a ideia de chamar de “prisma” a pesquisa sobre essas iniciativas - que pode, como falei antes, virar uma exposição, um site, um livro. Como uma reformulação da ideia original de prisma, mas também como uma primeiríssima fase para sua construção. Se ninguém se opuser, é o nome que vamos usar (e o contexto em que vamos inserir) esse projeto. Se alguém concordar, mais ainda :wink: .


#7

Viu, Felipe, vc se lembra da conversa que tivemos com o Henrique? A ideia dele era averiguar o que tem ocorrido em socioambiente aqui, por meio de um projeto de pesquisa lá na UNIFESP. Será que essas propostas não têm afinidade? Se sim, a gente pode retomar a conversa iniciada. Que acha?


#8

Certamente que têm afinidade, né @henriqueparra? Mas não sei se tem mesmo um projeto de pesquisa em andamento…